21 de janeiro de 2021

A NEFASTA POLITIZAÇÃO DA VACINA

A situação em foco é a epidemia da atual doença pelo Coronavírus 19, e o momento desse recorte é a implementação da vacinação contra a doença neste início de 2021 e sua politização. O motivo é a franca politização da vacina. Foi na atual semana que ocorreu a aprovação emergencial para uso de duas vacinas para o SARS-CoV-2 e foi nesta semana que vimos momentos bem ilustrativos da politização da vacina.

A vacina inicialmente disponível no Brasil foi a CoronaVac, da Sinovac, que começou a ser administrada aos profissionais da saúde há dois dias após aprovação do uso emergencial das vacinas CoronaVac e a da AstraZeneca pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

A política, para o bem  ou para o mal, desempenha um papel crítico nas questões de saúde pública. A racionalidade limitada, as instituições políticas fragmentadas, a resistência de interesses concentrados geralmente levam os líderes políticos a adotarem atitudes, mesmo quando enfrentam sérios problemas de saúde pública.

No Brasil, a corrida global para desenvolver uma vacina viável que funcione contra o coronavírus e pudesse ser distribuída em grande escala se resumiu a uma luta pelo poder entre o presidente Jair Bolsonaro e seu maior antípoda, João Dória, o magnata e governador do estado de São Paulo, econômica e politicamente influente, e que planeja concorrer contra o presidente em 2022. A crise sanitária atual torna-se uma parte importante de uma campanha eleitoral antecipada e não-oficial.

19 de janeiro de 2021

ATENCIÓN A LAS PARTURIENTAS EN ESTABLECIMIENTOS HOSPITALARIOS EN PARAÍBA

Esta apresentação foi feita originalmente em idioma espanhol (ou quase espanhol, com sotaque nordestino)

#parto #paraiba #violenciaobstetrica

En esta presentación respecto a la atención obstétrica a las parturientas en el estado de la Paraíba, presenté como apertura, a modo de introducción, breves apuntes de aspectos económicos y sociales a cerca de la Paraíba, Brasil; en el desarollo de la presentación, una aspectos de la historia del parto hasta llegar al actual modelo tecnocrático de nacimiento; a continuación, dispositivas con abordaje de políticas públicas de humanización en la asisténcia al parto en Brasil, además de la legislación implementada en el estado de Paraíba.

2 de janeiro de 2021

PROJETO DIVERSITAS DE EXTENSÃO: OBJETIVOS INICIAIS

#ExtensãoUniversitária #Deficiência #Acessibilidade #Ambulatorio #HospitalUniversitario #UFPB

Apresento em dois minutos os objetivos originais do nosso projeto de extensão vinculado ao Programa de Bolsas de Extensão, PROBEX/UFPB, e vigente até o último dia 31/12/20. Os objetivos iniciais eram obter uma apreciação a partir da visão dos próprios usuários com deficiência atendidos ambulatorialmente no Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW)/UFPB, e de sua reflexão a respeito, em uma troca de saberes com os extensionistas (estudantes de medicina e docentes) para encontrar maneiras de superação de barreiras.

Contudo, devido ao estado de calamidade pública decretado em decorrência da pandemia da doença pelo novo coronavírus (COVID-19), foi imperioso realizar modificações significativas no projeto para que se tornasse exequível sua execução remota.

Apesar da restrição das atividades de campo devido às medidas sanitárias vigentes em 2020, ações importantes foram realizadas após adaptação do projeto original, com sua concretização parcial, mas exequível, na busca por experiências reorientadoras da formação profissional e no sentido de tornar mais visíveis as demandas de PcD em um ambiente de atenção à saúde. Foram realizadas sobretudo atividades remotas durante os meses de abril a setembro de 2020, mas foi possível executar uma ação presencial em outubro, após a retomada do atendimento ambulatorial no HULW. As atividades remotas voltaram-se à produção de conhecimento acerca da acessibilidade de usuários com deficiência em serviços de saúde, com o intuito de promover a manutenção dos ideais plausíveis do projeto original.